Archive

Archive for junho, 2018

jun
08

Oi turma!!
Pois, novamente alimentando a seção de humor dessa coisa aqui, hoje trago um texto falando de coisas que aconteciam nos anos 80/início dos anos 90 e que… Algumas eram realmente complicaaadas! Fico imaginando o que, daqui a 20 anos, escreverão, por exemplo, sobre nossa época… Quem sabe se essa coisa aqui existir até lá eu publico a “segunda versão”? Bom, vamos então aos anos 80:

PEQUENAS TRAGÉDIAS DOS ANOS OITENTA….

  • 1. Quando as fichas acabavam no meio da ligação feita do orelhão.
  • 2. Ou o disco riscava bem na melhor música.
  • 3. Você datilografava errado a última palavra da página.
  • 4. E não tinha fita corretiva de máquina de escrever pra consertar.
  • 5. A fita do Atari não funcionava nem depois de você assoprar.
  • 6. O locutor falava as horas ou soltava uma vinheta BEM NO MEIO DA MÚSICA que você tinha passado horas esperando pra gravar.
  • 7. E depois o toca-fitas mastigava a fita.
  • 8. O locutor não falava o nome da música quando ela terminava.
  • 9. E você ficava anos sem saber quem cantava ou como chamava aquela música que você tinha amado.
  • 10. Você perdia a chave do diário.
  • 11. Ou a folha com a tradução do código secreto que você tinha tido o maior trabalho para criar.
  • 12. Seu irmão bebia o líquido das Mini Cokes.
  • 13. E alguém dizia que o filho do amigo do tio do vizinho tinha morrido depois de beber o líquido das Mini Cokes.
  • 14. Alguém fumava dentro do ônibus.
  • 15. Ou do avião.
  • 16. Ou do elevador.
  • 17. Você tinha que pagar multa por devolver a fita de vídeo pra locadora sem rebobinar.
  • 18. O kisuco vazava da garrafinha da sua lancheira.
  • 19. E molhava as bisnaguinhas com patê.
  • 20. Você tirava as letras das músicas em inglês tudo errado.
  • 21. E depois descobria, no folheto da Fisk ou na Bizz Letras Traduzidas, que estava tudo errado MESMO.
  • 22. Mas já era tarde, pois você já tinha decorado errado (e canta errado até hoje).
  • 23. Fazer permanente.
  • 24. Cortar repicado.
  • 25. Você arranhava com todo cuidado, mas quando levantava o papel via que o decalque Ploc Monsters tinha saído sem uma perninha.
  • 26. Você NUNCA tirava seu nome no Ploc Monsters.
  • 27. A televisão resolvia sair do ar no dia do capítulo final da novela.
  • 28. E seu pai tinha que subir no telhado para mexer na antena.
  • 29. E ele gritava lá de cima “melhorou?”
  • 30. E você, embaixo, avisava: “melhorou o 5, o 7 e o 9. Piorou o 4, o 11 e o 13”.
  • 31. E nunca todos os canais ficavam bons ao mesmo tempo.
  • 32. Chegar à padaria e lembrar que você tinha esquecido o casco do refrigerante.
  • 33. A Kombi que trocava garrafas velhas por picolés e pintinhos passava na sua rua um dia depois da sua mãe jogar tudo fora.
  • 34. Cair de costas enquanto tentava reproduzir o moonwalking de meias no piso encerado.
  • 35. Você descobria que todas as 36 fotos do seu aniversário tinha ficado desfocadas.
  • 36. E algumas tinham queimado, porque o rebobinador da câmera tava meio enguiçado.
  • 37. E alguém tirar uma foto disso.
  • 38. E essa foto não queimar, nem ficar desfocada, e de alguma maneira ir parar na internet.
  • 39. Tirar a letra Z no STOP.
  • 40. Quebrar o controle do Atari depois de se empolgar jogando River Raid.
  • 41. Alguém responder “VOCÊ” à pergunta “Quem você deixaria numa ilha deserta?” no seu caderno de enquete.
  • 42. Quando sobrava só o lápis branco da caixa de 36.

E que tal?Vamos aguardar pra ver o que acontece em mais alguns anos… E como vai ser o texto que vai relatar isso!
Abração e até a próxima!
Fernando

jun
07

Oi turma!!!
Pois… desde 2008, sou um usuário do NVDA, um leitor de telas opensource que veio para facilitar a vida dos deficientes visuais em grande estilo. Explico: Antes dele, ou o usuário tinha que ter uma licença do Virtual Vision, ou mesmo do Jaws, o que tornava a coisa bastante complicada. Explico: O jaws tem um preço de licença bastante proibitivo, e o Virtual Vision, o usuário comum até pode adquiri-lo através do banco Bradesco, mas o que fazer com as universidades e empresas onde o DV vá trabalhar? Se tiver de pagar um valor de mais de 1000 reais por um leitor de telas simplesmente pro deficiente visual poder trabalhar na empresa o que o empregador faz? Contrata qualquer outra pessoa… E isso estava interferindo bastante, não somente (E nem tanto) na inclusão no que se refere aos estudos mas principalmente no mercado de trabalho…

Para isso foi criado o NVDA, que é opensource e tem uma capacidade tão grande quanto a maioria dos leitores de telas pagos.

Contudo, uma das maiores dificuldades que vejo no pessoal que está migrando do Jaws ou mesmo Virtual Vision para o NVDA é a adaptação. Pensando nisso, resolvi trazer algumas dicas periodicamente, nessa coisa aqui, pra facilitar a vida dos novatos em NVDA, seja através de Add-ons (Plugins) como teclas de atalho e outras.

Hoje, pra começar, como a maioria se refere a dificuldades de navegação na internet, trago algumas dicas justamente nesse ponto, bem como uma lista de teclas de atálho.
1) Links agrupados: Sim, principalmente o pessoal que vem do Jaws, quando tenta navegar com as setas as vezes se dá de frente com 4 ou 5 links numa só linha e não sabe o que fazer e… Bom… “Eu gosto de navegar com as setas, e agora?”… Simples: Você pode usar o “K” e “shift+k” pra navegar link por link ou simplesmente, dentro do navegador mesmo, digitar insert+ctrl+B (Que vai abrir a tela modo de navegação) e desmarcar a caixa “usar apresentação da tela (Quando suportado)”… Pronto, suas setinhas voltaram a funcionar da maneira normal como no bom e velho jaws!
2)Facilitando a vida com controles do teclado:

Aqui, trago então várias teclas de atalho que ajudam com diversos elementos no quesito navegação na internet, vamos a elas:

Subtítulos:

  • Tecla H – Navega entre cada um deles independente do nível (Tamanho).
  • Teclas 1 a 6: Navegam especificamente nos subtítulos de nível 1 a 6.

Links:

  • Tecla K: Navega de link em link.
  • U: Navega links não visitados
  • V: Navega entre links visitados.

(Todas essas teclas, usando-se combinadas com a tecla shift, ao invés de avançar de elemento em elemento, retornam).

Listas:

  • L: Navega de lista em lista.
  • I: Navega item por item nas listas.

Gráficos:

  • G: Pula de gráfico em gráfico. Havendo descrição curta, já lê automaticamente.
  • NVDA+D: Lê a descrição longa (Longdesc)

Formulários:

  • F: Navega item por item do formulário.
  • E: navega entre os campos editáveis do formulário.
  • R: navega entre botões de opção.
  • X: navega entre as caixas de verificação (Ou de marcar) (De uma em uma).
  • C: navega entre as caixas de opção (ou listas multi select) de uma em uma.
  • B: navega entre os botões.

Outros:

  • N : Pula para texto que não é link.
  • M : Pula entre frames.
  • S: Pula entre os separadores (Aqueles traços na tela).
  • D: Pula entre as landmarks (Marcas específicas em regiões do site para prover melhor acessibilidade).
  • A: Pula entre as anotações (Se houver), útil para documentos…
  • T : Pula entre tabelas.

Específicos:

  • NVDA+F7 : Abre lista de objetos (Conforme mostrado na aula pode-se navegar de diversas formas, entre cabeçalhos, links ou landmarks).
  • NVDA+Control+F – Abre a busca do NVDA para se buscar por conteúdo.
  • NVDA+F3 – Busca novamente o conteúdo anteriormente buscado.
  • NVDA+Shift+F3 – Volta para a busca anterior…

E então? Espero que essa pequena dica tenha ajudado, e em breve trago mais. Quanto mais popularizarmos o uso de software livre e menos o empregador tiver que gastar com tecnologias específicas, mais empregos haverão para os cegos… Então, vamos todos aprendendo a usar o NVDA!
Abração e até a próxima!
Fernando

jun
07

Oi turma!!
Pois… Que coisa feia né? Venho com 500 postagens e de repente desapareço por mais de ano, depois venho de novo… Mas fazer o que né? Essa é a vida de um blogueiro amador, acho…

Mas pra compensar, hoje trago mais uma pra alimentar a seção de humor dessa coisa aqui… Trata-se da segunda parte do Jaws cego.
Lembram que eu postei a primeira em 2005? Pois desde então tenho a segunda em minha mão para postar e até agora nada, aaaa… Como digo, coisa de blogueiro amador, e preguiçoso, claro, também, mas isso é só um detalhe…

Como já falei em outro post jaws e NVDA são leitores de tela, que nos auxiliam (Os DVS) no uso do computador lendo o que aparece na tela… Nessa segunda “versão” o Jaws não conseguiu tirar o virus e o NVDA anda carregando ele pra lá e pra cá até conseguir, e, claro, muita coisa acontece no meio de tudo isso…

Links:

Ouvir! Download da MP3

E então, que tal? Ouçam, divirtam-se, e claro, os que quiserem, comentem!

E até a próxima, que pretendo também não demorar tanto…
Fernando

jun
06

Oi turma!!!
Venho hoje com uma super novidade para os usuários do NVDA:
Para os que usam o NVDA Remote, agora temos um servidor alternativo bastante bom para os que estão tendo problemas usando o host nvdaremote.com. Criamos esse servidor devido à superlotação do original que, inclusive, as vezes tem grandes problemas com quedas/travamentos. Assim, aliviamos a “carga” do original e temos uma melhor estabilidade…
Pra configurar, basta no campo host (Depois de seguir os procedimentos padrão do plugin) ao invés de deixar
nvdaremote.com
Como está o campo por padrão, colocamos
nvdaremote.sitiodosvox.com
E seguimos o resto dos procedimentos de acordo com o padrão…
Este servidor está em uma vps alternativa menor na FDC, mas ligado diretamente através desse endereço ao nosso servidor padrão na Virtuaserver.
Então… Turma do NVDA: Testem, aproveitem, usem e, claro, não abusem!aaaa…

E em breve eu volto com mais novidades nessa coisa aqui!
Até mais!
Fernando