Home » Dia-a-dia e mais um pouco » Cirurgia de Artrodese lombar: Compartilhando minha experiência
fev
18
Tempo de leitura: 6 minutos

Oi turma!!

Tudo bem?

Pois, aqui tudo.. Como alguns já sabem, me submeti, a exatamente um mês, a uma cirurgia de artrodese lombar, uma cirurgia que consiste em fundir vértebras com uso de vergalhões e parafusos, falando de maneira simplificada. Resolvi escrever esse artigo pra compartilhar minha experiência como um modo de juntar minha informação com as múltiplas que se pode encontrar na net e que são, como já sabemos, das mais variadas.

A experiência com essa cirurgia pode ser diversa, e o grande problema consiste em que muitos que estão realmente ruins jogam sua esperança de melhora toda em cima da cirurgia, ou mesmo uns que não estão efetivamente ruins fazem a cirurgia sem ainda não ser realmente necessário e tem, claro, com isso, a piora da dor.

Como sabemos, artrodese, na medicina, significa fusão, ou seja: Fusão óssea de uma articulação. Contudo, a referida articulação, com a artrodese, deixa de existir. Isso pode ser um dado bastante relevante quando se pensa em fazer uma artrodese, especialmente na coluna. Simplesmente por que a mobilidade vai diminuir, e possivelmente vai haver dor se essa mobilidade for tentada (Nos primeiros tempos), como eu mesmo pude confirmar durante minha experiência com essa cirurgia.

Para compartilhar minha experiência de uma forma passo a passo, então, vou começar por alguns fatos que vieram antes dessa cirurgia:

Em 2009, após diversos problemas e diminuição grave da mobilidade na perna esquerda, e, claro, muita dor, fui submetido a uma cirurgia de hérnia de disco, com o DR. João Ivan Lopes, em Pelotas. Ainda antes dessa cirurgia ele me falou que estava tendo disgaste no disco entre l5 e s1 e que, mais cedo ou mais tarde, eu teria de operar provavelmente pra fazer uma cirurgia que iria “fundir” essas vértebras diminuindo, com isso, a dor. Até chegou a levantar a questão de fazer junto já essa cirurgia mas eu não quis.

Após a cirurgia ele me pediu o exame de densitometria óssea, por que achou meus ossos fracos demais para minha idade. Feito então o exame descobriu-se osteoporose grande na coluna, e também perda no quadril e fêmur. Estava ali, claro, uma das prováveis causas do problema. Com o tempo, claro, somamos a ela algumas outras.

Feita então a cirurgia de hérnia, tive uma recuperação boa e sem grandes problemas. Por 2 anos tive tranquilo, até que em 2011 voltei a sentir dor, de forma leve. Após um exame de rotina o médico em questão falou que eu havia perdido, já, mais ou menos 30% do disco. Voltamos à questão da artrodese, que, mais cedo ou mais tarde eu teria de fazer e estava chegando a hora, aparentemente.

Contudo, consegui prorrogar até fim de 2012, quando voltei a sentir, de fato, dores fortes não só na coluna como nas pernas, especialmente esquerda. Então voltei ao DR. João Ivan, e decidimos que, de fato, já estava na hora de tentar a artrodese, por que a tendência, doravante, era somente piorar e não melhorar.

Fiz então a cirurgia, no dia 19/1/2013. Confesso que estava deveras nervoso, especialmente por que, como costumo fazer, busquei na internet informações sobre essa cirurgia e elas eram tão diversas que não havia um parâmetro onde eu pudesse me fixar. Teve alguns dizendo que tiveram um resultado ótimo já desde os primeiros dias; Outros dizendo que os primeiros meses foram uma tortura mas depois melhoraram, outros dizendo que ficaram na mesma, e claro, alguns dizendo mesmo que fizeram a cirurgia e se arrependeram! Como não ficar nervoso numa situação dessas?

Contudo, como quase sempre acontece, me armei de coragem (Que eu nem sei de onde tirei tendo em conta as mais diversas referências), e fui lá e fiz a cirurgia.

Como descrever o pós operatório? Não foi jamais um mar de rosas, mas também não tão horrível quanto poderia ter sido. Eu não sabia que iria ter de colocar sonda na urina: Que coisa chata e desagradável aquilo! E pra tirar então: Não dói, mas arde e incomoda pra caramba… Mas, resumindo a questão: No primeiro dia tive abaixo de morfina e dolantina, e devo dizer que sempre que passava um pouco dos efeitos desses remédios a reação que vinha (Me refiro à dor) não era nada interessante. Soma-se a isso a questão chata e desconfortável de não poder se virar na cama, tendo de ficar de barriga pra cima (Posição na qual eu literalmente nunca consigo dormir). O DR. João Ivan tinha deixado prescrito um medicamento pra me auxiliar no sono se eu pedisse, o qual eu não pedi por que tenho apineia, e pensei: Apineia+remédio pra dormir+barriga pra cima= Uma combinação não muito recomendável… Então, preferi o cansaço e o atraso no sono. Felizmente no outro dia de manhã quando o DR. João Ivan foi me fazer o curativo já autorizou que eu virasse de lado, o que, claro, me botou pra dormir tranquilamente por muitas horas e de forma natural e sem riscos.

Devo dizer que, tanto naquele dia quanto nos primeiros (Especialmente primeira semana), coisas simples como por exemplo se virar na cama se tornam um pouco mais complicadas e se não fossem feitas com apoio dos braços, por exemplo, dói, e o suficiente pra desanimar um pouco. Contudo, nada tem a ver, mesmo nesse estado crítico de pós operatório, com a dor de antes da cirurgia.

Já no terceiro dia, (Dia 21), de tarde, me levantei da cama, não sem algum esforço e também não vou dizer que sem dor, mas o fiz. Já deu até pra tomar um mate com a mãe e a namorada e fiquei mais ou menos uma hora entre de pé e sentado.

Depois, claro, voltei prà cama e só voltei a levantar no outro dia, pra ir pra casa. Devo dizer, que nesse referido dia quase não levantei, por causa da dor, mas no fim consegui, e então pude sair do hospital.

Fiquei os primeiros 4 dias na casa da mãe da minha namorada e então depois fomos pra nossa casa. Mas já no dia seguinte (dia 23) já pude dar algumas caminhadas e ajudar minha mãe a resolver uns problemas computadorísticos, embora tenha quase tido eu um problema por exagerar com o tempo de pé e etc.. Mas tudo bem. Após a primeira semana eu já conseguia ficar bem mais tempo sentado ou de pé, e na segunda semana, tirei os pontos. E devo dizer que essa parte também é bem desagradável: Como levar 22 picadas de agulha duma vez só, uma atrás da outra.. Mas tudo bem: Feita a retirada dos pontos até aproveitei, com alguns cuidados, pra dar uns passeios no centro com a mãe e a Denise. Já voltei pra casa de ônibus e procurei, desde então, agir o mais normal possível, retornando, dentro do permitido, à minhas atividades normais. Hoje estou quase completamente sem dor, (Exceto se faço algum esforço maior), e quase me arrependi de ter cancelado o semestre na facul. Só não estou “completamente” arrependido por que ainda, se cometo algum exagero, tenho um pouco de dor.. Mas não é nada que mesmo um paracetamol 750 e um pouco de repouso não resolvam.

Então, resumindo, o que tenho a dizer sobre essa cirurgia? Nos primeiros dias tu te arrepende, e quase xinga a mãe do cara que inventou ela, mas eu, no meu caso, pelo menos até agora estou tendo uma recuperação excelente, o que fez valer apena o sacrifício. Contudo, relatos como o meu e alguns outros que li, de uma recuperação excelente, são poucos; E deixo um recado à aqueles que estão pensando em fazer essa cirurgia: Pense bem, e avalie bem com seu médico se a possibilidade de melhora é suficiente pra valer o sacrifício do operatório/pós operatório, e mesmo os riscos que nessa (Bem como em qualquer cirurgia que envolve implantes) tem. Feito isso, se achar que vale apena realmente e se você verdadeiramente sente dor a ponto de achar que vale o risco, opere, e, claro, espero que tenha a mesma sorte que eu, e que pegue um bom médico e uma boa equipe pra lhe operar e cuidar do pós operatório. Feito isso, e dado o meu depoimento e recado, deixo a vocês dois links pra olharem, não só pra entenderem o que vai acontecer se fizerem essa cirurgia, como pra não decidirem entrar nessa levianamente:
Vídeo: Mostrando uma cirurgia de artrodese lombar: http://www.youtube.com/watch?v=5SqonUeHS-8
Artigo sobre artrodese lombar no site Dores crônicas: http://dorescronicas.com.br/cirurgia-de-artrodese-lombar-o-que-fazer/

Devo dizer que depois que li esse artigo fiquei um pouco assustado e quase desisti da cirurgia (Isso foi um dia antes de internar); Mas o que o autor do artigo fala é mais ou menos o que estou falando de forma resumida: Não entrem nessa levianamente. A cirurgia pode ser muito positiva, mas deve-se avaliar se realmente é necessário fazer. Eu mesmo não resolvi todos os meus problemas com ela: Ainda tenho dor nas costas, provocada por um problema na região dorsal, mas receio ainda não valer apena operar nesse caso e também não é algo que não se possa suportar.

Termino esse artigo agradecendo às pessoas que doaram sangue para eu poder fazer a cirurgia, bem como a aquelas que ajudaram a divulgar no facebook/twitter. Em apenas 2 dias conseguimos os 5 doadores que eu precisava!!

E, agora, fico por aqui esperando que todos que leiam esse artigo tenham a mesma sorte que estou tendo e que meu depoimento, somado ao material que postei junto com ele, sirvam também de acréscimo às orientações que muitos que vão fazer essa cirurgia ainda precisam.

Leiam bastante, pensem bastante e avaliem bem com o médico.. Feito isso, boa sorte e bola pra frente!!!
Um abraço
Fernando

Please follow and like us:

467 Responses to “Cirurgia de Artrodese lombar: Compartilhando minha experiência”

  1. Rita Teodoro
    julho 18th, 2015 at 14:25 | #1

    Tiago :
    @Eder Santiago
    Olá amigo,
    Vi seu comentário sobre coluna lombar e queimação, fiz o mesmo procedimento e por isso me identifiquei com sua história.
    Fiz a cirurgia artrodese a 3 semanas mas a queimação que tinha continua.
    Vc teve melhoras, como resolveu seu problema?
    Grande abraço

    Thiago,
    Fiz artrodese há dois anos, minha vida é muito melhor depois da cirurgia, mas sofri muita dor no pós operatório até uns 14 meses após a cirurgia. Somente qdo minha musculatura começou a ficar mais tonificada e consegui perder os 20kg que precisava é que tudo melhorou.
    Queimação, dor, formigamento, perda de força, tudo normal isso no pós operatório.
    Todos os médicos, inclusive os peritos da previdência foram categóricos comigo: cirurgia com um pós operatório muito demorado.
    3 semanas, já começa a fazer a reabilitação com profissionais habilitados, não tenha medo de gastar dinheiro, vale a pena. Minha reabilitação foi multidisciplinar: fisioterapeuta, educador físico e psicólogo, ajudaram. Hoje sou praticamente normal.
    Boa sorte, não tenha pressa. Dê tempo ao seu corpo.

  2. Rita Teodoro
    julho 18th, 2015 at 14:29 | #2

    MARCOS GOULART :
    fiz o procedimento em duas vertebras na lombar a dois meses ,, estou fazendo acupuntura para melhorar as dores . fiz o repouso exatamente como o medico pediu e peguei apenas tres meses de afastamento , estou com medo de voltar a trabalhar pois sou mecanico e meu trabalho exige muita força fisica ,, alguem sabe se ha recursos para aposentadoria nestes casos ?

    Marcos,
    Fiz a mesma quantidade que vc.
    Fiquei 18 meses de licença pelo INSS.
    Aposentadoria dependerá de sua idade e profissão. Mas antes a previdência tenta fazer reabilitação.
    Se vc receber alta recorra. Procure um advogado, mas só depois que tiver negada a prorrogação.
    Há… faça fisioterapia senão vc não vai ficar bom.
    Cirurgia de uma recuperação muito demorada.
    Use apoio pra caminhada!

  3. Rita Teodoro
    julho 18th, 2015 at 14:32 | #3

    MARCOS GOULART :
    fiz o procedimento em duas vertebras na lombar a dois meses ,, estou fazendo acupuntura para melhorar as dores . fiz o repouso exatamente como o medico pediu e peguei apenas tres meses de afastamento , estou com medo de voltar a trabalhar pois sou mecanico e meu trabalho exige muita força fisica ,, alguem sabe se ha recursos para aposentadoria nestes casos ?

    Cont… faça o pedido de prorrogação da licença 15 dias antes de terminar a licença, senão vc terá alta automaticamente

  4. Sandra Regina Pereira
    julho 19th, 2015 at 16:02 | #4
  5. Sandra Regina Pereira
    julho 19th, 2015 at 16:07 | #5

    @maria
    Olá Maria
    Quem fez sua cirurgia?
    Vc vai ficar bem, escreva para mim.

  6. Sandra Regina Pereira
    julho 19th, 2015 at 16:12 | #6

    @amanda

    Oi Amanda, quem fez sua cirurgia?
    Posso te ajudar, escreve pra mim, aguardo

  7. Sandra Regina Pereira
    julho 19th, 2015 at 16:20 | #7

    @ana
    Eu tbmmmm.. O médico errou feio.
    Quem te operou? Escreva sandraa.terapeuta@gmail.com

  8. Sandra Regina Pereira
    julho 19th, 2015 at 16:27 | #8

    @Maria Lucineide
    Fiz cirurgia com Dr Luiz Pimenta, ouve erro médico.
    Te explico melhor, escreva
    sandraa.terapeuta@gmail.com

  9. Sandra Regina Pereira
    julho 19th, 2015 at 16:29 | #9
  10. Sandra Regina Pereira
    julho 19th, 2015 at 16:30 | #10
  11. Taís
    julho 27th, 2015 at 13:46 | #11

    Olá Fernando,
    Li apenas este ano (2015) sua experiencia com sua cirurgia. E como escreveu no inicio de 2013, fico pensando em como está hoje. O que torço para que estejas muito bem.
    Confesso que quando li o relato das opiniões, fiquei bem assustada, pois poucos traziam alivio em suas cirurgias. Mas continuei lendo e ficando cada vez mais apavorada. Então deixo aqui meu relato positivo para aqueles que estão passando por um período tao delicado quanto uma cirurgia. E aconselho muito a buscarem opiniões de no minimo dois especialistas. No meu caso optei pela neurocirugia, que se preocupa em manter ao máximo os nervos, musculo e tecidos. Enfim, procurar a melhor técnica e estudar o seu caso junto com seu médico é indispensável. Fiz este ano uma cirurgia de hernia Vt, L4,L5, hernia extrusa, reduzindo o caminhar e me limitando para uma série de coisas. a cirurgia foi um sucesso, através do procedimento discectomia lombar tive uma recuperação rápida, pontos internos. Logicamente estou fazendo fisio e pilates tudo para reforçar a lombar. ainda tenho contratura muscular, e sinto que lentamente está reduzindo, isso varia de organismo para organismo, essa contratura pode ser da exposição do músculo afastado durante a cirurgia que foram 3h30, mas nada que bolsa de água quente não ajude aliviar. Bom eu poderia falar muito mais aqui, mas reforço que procurar um neurocirurgião é uma opinião que DEVEMOS ouvir. A quem precisar esclarecer deixo meu email para contato taisbarreto@hotmail.com – obrigada pela atenção e Fernando espero de coração que esteja super bem.

  12. Silvanio
    julho 29th, 2015 at 19:35 | #12

    fiz uma cirurgia de Artrodese no dia 27 de abril deste. T10, T11. alguem pode min dar mas orientação?

  13. leila
    julho 30th, 2015 at 13:05 | #13

    @estela

    estela :
    Olá
    meu nome é Estela e fiz a cirurgia artrodese dia 15/09/2012 após quase 13 anos de sofrimento injeções RPG acupunturas remédios mil e passar por 5 especialistas inclusive fisiatra fora que minha pressão começou a subir muito por ter tanta dor ; foi colocado 2placas, 6 pinos e 6 parafusos;o alinhamento ficou excelente e estou muito bem da coluna e dores ; apenas o formigamento da perna esquerda na realidade pega 3 dedps do pé e parte peito cima do pé, continua mas meu médico diz q demora 2 anos para voltar a ficar normal; tomei 14 meses de Lyrica que ajudou muito; após a cirurgia foram 18 dias de terror mas no 21 dia meu medico autorizou minha viagem de avião acompanhada , para o Rio de Janeiro, como prêmio por eu ter me recuperado bem; onde ficou o dreno fiquei com muita dor; impossível dormir do lado esquerdo; péssimo dormir direito com a barriga p cima…; contratei uma pessoa q fazia comida me dava banho e fazia curativos por 20 dias; no hospital fiquei 5 dias onde no dia seguinte à cirurgia ja fiz fisioterapias com profissionais 2 X dia onde me passou exercicios simples mas que fariam diferencial em minha recuperação e assim foi ;hoje o q me dá dor é falta de caminhadas e exercícios q meu medicoa visou q não pode ficar parada nunca mais; hoje estou ótima mas levei 1 ano para ficar e me sentir ótima mesmo pois quando esfria a o tempo eu sentia dores ; hoje o máximo q tomo se esfriar muito é um DRFLEX como meu médico mesmo disse antes de minha cirurgia ; tudo o que meu médic disse aconteceu exatamante; recomendo meu médico para todos que precisam ele é paciente explica é ÓTIMO ! hoje trato do joelhos onde operei o direito a 4 meses e faço tratamento de contromalácia ; qquer dúvida me contatem ; abraços e boa recuperação á todos .

    ola estela queria saber se o formigamento do seu pe passou pois estou com mesmo problema .

  14. Bia
    julho 31st, 2015 at 17:06 | #14

    Fiz a artrodese em março de 2012 nunca mais fui a mesma.Fiquei na Uti sofri dores terriveis,e me acostumar com os pinos foi complicado….3 anos depois aqui estou indo pra segunda cirurgia pra retirar os pinos que deram rejeição e estão comprimindo nervos da coluna e da perna esquerda que doi demais.Estou desanimada de vdd.

  15. Diomara
    agosto 1st, 2015 at 09:32 | #15

    Fiz cirurgia de artrodese l4 l5 em janeiro deste na puc em Porto Alegre. Dr.Erasmo Zardo e sua equipe. Tudo está correndo conforme planejado. Não tenho mais dores apenas desconfortos, mas ainda estou afastada do trabalho. Presciso fazer caminhas de pelo menos 1 hora de hidroginástica, todos os dias. O fortalecimento muscular é necessário para soldar os parafusos e pinos ao organismo. O sedentarismo é o inimigo número 1, sempre. Abraço.

  16. Emilia Silva
    agosto 6th, 2015 at 09:02 | #16

    Bom dia Fernando,

    Operei de artrodese lombar no dia 17 de dezembro de 2015. Coloquei dois parafusos e um anel, e fiz um enxerto. Havia 5 anos que tinha descoberto uma hernia de disco na L5-S1. Fiz varias sessões de fisioterapia, acumpultura, RPG, tomei varios medicamentos e nada resolvia. Ate que fui a um medico recomendado por um profissional da mesma area e este me indicou a cirurgia de artrodese. Eu estava tao desesperada em funcao da dor que sentia que nao pensei duas vezes para fazer a cirurgia. Logico que pesquisei sobre o assunto, pesquisei sobre o medico mas so pensava em melhorar. Nesse tempo eu andava um pouco e tinha que me escorar em algum lugar para aliviar a dor, nao conseguia carregar minha filha no colo, nao tinha vontade nem de sair de casa. Eu fui a esse medico no dia 18 de novembro de 2014, fiz o risco cirúrgico e no dia 17 de dezembro operei. Eu operei na quarta, permaneci no hospital ate a sexta. Na sexta, dentro do hospital ele ja me colocou pra fazer uma caminhada. Fui para casa neste mesmo dia e em casa fiz um repouso moderado, uma hora andava, noutra sentava, noutra deitava e assim foi…desde o dia que fiz a cirurgia nunca mais precisei tomar um analgésico sequer. Ele ate me receitou um remédio em caso de dor mas eu nunca mais precisei tomar remédio algum. Com 20 dias fui retirar os pontos e cheguei la no hospital andando normalmente como se nada tivesse acontecido. Confesso que tive um certo receio antes mas hoje vejo que FOI A MELHOR COISA QUE FIZ. Fiquei de licenca por 6 meses e hoje ja estou trabalhando normalmente. Tenho a recomendação medica para não pegar peso e nem permanecer sentada por muito tempo. No mais ta tudo bem. A unica coisa que ficou foi uma dormência de um lado do pe direito e um dedo. Em principio ele me disse que ficaria dormente por algum tempo, mas como esta me incomodando vou marcar uma consulta para reavaliarmos. Bom, essa foi a minha experiencia, mas sei que cada caso e um caso e todos devem pesquisar antes e caso optem pela cirurgia certificar do profissional que ira acompanha-los e seguir as recomendações no pós operatório.

  17. Emilia Silva
    agosto 6th, 2015 at 09:03 | #17

    Descupem o erro…operei no dia 17 de dezembro de 2014 e nao 2015 como esta no texto.

  18. Taís Barreto
    agosto 8th, 2015 at 20:16 | #18

    @Bia
    Não desanime jamais Bia, Deus nos dá o fardo que podemos carregar. Fé sempre, está buscando o melhor para você OK? Nada de desânimo. Quando se sentir triste pensa que tens duas escolhas; ou fica triste ou fica feliz. Qual achas que te fará bem? Fica tranquila, reza, busca teu equilibrio espiritual. Tudo vai ficar bem. :)

  19. Taís Barreto
    agosto 8th, 2015 at 20:21 | #19

    @Enio
    Coisa boa Enio ler um relato tão bom e positivo quando foi seu caso. Também relatei o meu e com a Graça divina e um aboa equipe médica estou indo super bem. Mas fico feliz que o `pior` tenha virado passado. Que agora seja uma nova vida, sem dores apenas sorrisos. :)

  20. Taís Barreto
    agosto 9th, 2015 at 19:55 | #20

    @Diomara
    Cara Diomara, tambem sou de Porto Alegre e por coincidência também consultei com a equipe que fez sua cirurgia, porem não me senti confiante para realizar o procedimento apresentado por eles. Então fui para a neurocirurgia. Li que fizestes em janeiro, gostaria de saber como se sente agora, se está fazendo fisio ou outra atividade, como estão seu movimentos. Em que vértebra fez a cirurgia? De qualquer forma, fico muito feliz por ti por saber que está correndo tudo bem, afinal é uma cirurgia bem delicada e com cuidados intensos no pós. Abraços

  21. Matheus oliveira
    agosto 10th, 2015 at 12:25 | #21

    Meu nome é matheus tenho 19 anos e estou internando no exato momento para fazer a cirurgia de hérnia de disco lonbar, pois a hernia é muito grande e tá comprimindo a medula, confesso que estou com medo, mas vamo que vamo

  22. agosto 11th, 2015 at 03:27 | #22

    Olá pessoal! Estou apavorada! Fiz artrodese de coluna lombar dia 05/08/2015! Estou no pós operatorio ja em casa! Mas estou com os seguintes sintomas: dor intensa no local da cirurgia continua a com queimaçao Exporádica. Pernas com sensacao de peso, mas o q me preocupa mais é q meu quadril ainda nao responde aos meus comandos. Nao consigo ergue- lo, vai rar-me na cama, sentar ou levantar de qq lugar sem ajuda de alguem. Sinto minhas pernas sem forca. Estou tomando as medicacoes certinho. O engracado é que quando posta de pé, dou meus passos com dificuldade e desequilibrio, mas ando. Entao, meu tronco mexe, minhas pernas tb, mas meu quadril esta dormente e pesado. É assim mesmo? É muito cedo pra q eu exija resultado diferente? Isso vai passar? Aguardo respostas, sao 03:24 da manha e nao dutmo com medo de uma paralisia parcial. Obrigada! Mandem para meu email tb suas respostas. Ps: operei com Dr Fernando Laffitte em Curitiba. Coloquei 6 pinos e duas proteses de disco (cage). Moro em SC.

  23. leandra vargas
    agosto 12th, 2015 at 20:17 | #23

    Vou colocar um pino na lombar meu trabalho e no pesado quanto tempo posso ficar no
    inss.

  24. Bruna Evelyn
    agosto 14th, 2015 at 08:12 | #24

    Olá. Também fiz artrodese. Tenho pinos da T12 à L4. Minha recuperação não foi complicada. E ao contrario do que a maioria dos médicos dizem aos seus pacientes o meu disse para eu não ficar parada, não tive repouso de cama, a única coisa que não poderia fazer seria pegar peso, porém mesmo com a recomendação dele, não dá pra fazer muitas coisas mesmo, fiquei toda travada no início. Não conseguia erguer meus braços para cima ou fazer determinados alongamentos, somente com a fisioterapia para ajudar.
    Sou magra, meus 4 primeiros pinos ficam visíveis sob a pele, gostaria muito de retirá-los. Fico com medo de tirá-los e ter complicações depois. Hoje com eles faço tudo, academia, ando normalmente, corro, ando de bicicleta para cima e para baixo, e tenho medo de ao retirá-los ter que passar por uma nova adaptação e elas serem piores do que as de ficar com os pinos. Sabem de algum relato de alguém que já retirou?

  25. Bruna Evelyn
    agosto 14th, 2015 at 08:17 | #25

    @Andresa Santos
    Bom Andrea, calma. Não faz nem 3 semanas que fez a cirurgia. Isso é super normal, bom pelo ao menos na minha foi. Usei minhas mãos para movimentar meu quadril quando estava deitada por mais de um mês se não me engano. Não tomei nenhuma medicação, somente para dor caso houvesse, mas sempre evitei tomar remédios, tanto que até hoje só tomei uma vez. Quando doer tente uma posição que melhore, talvez ficar deitada não seja a melhor opção. Tem que ir se descobrindo e vendo o que é melhor para a coluna, só assim irá se adaptar a cirurgia.
    Espere o tempo que for necessário para o seu primeiro retorno ao médico, e até lá veja o que acontece para relatar para ele, só assim saberá se está realmente bem ou não.
    Mas está muito cedo para tirar conclusões.

  26. Estela
    agosto 15th, 2015 at 15:07 | #26

    Olá Andressa!!! Também fiz artrodese dia 07/08/2015 e estou no pôs operatório já em casa, porém tenho sofrido com dores no quadril, mais precisamente dentro das nádegas que irradia para as pernas. Tomo remédio para dor 3 vezes ao dia!! Ainda não consigo ficar sem medicação. Tenho fé em Deus que Ele nos dará uma ótima recuperação e cura!!! 😘

  27. Jacqueline
    agosto 17th, 2015 at 16:08 | #27

    Voltando a este blog para relatar um pouco mais da minha saga. Em junho viajei por 47 dias e enfrentei tudo com auxílio de uma bengala. Andei muito e quanto mais caminhava melhor ficava. Só não podia ficar parada de pé, nem por cinco minutos. A dor pegava forte. Voltei e comecei a acupuntura. Perdi a força na perna esquerda e não posso nem colocar o pé no cão às vezes, porque a perna parece que explode de dor. Faltar força é pior que dor, pois tira toda a possibilidade de andar.Então estou assim: ando, não ando, no outro dia posso andar de novo, penso que passou e volta tudo de novo. Dá um desânimo enorme. Na viagem, até sem bengala andei. Devagar, mas andei. Tomava um tilex de vez em quando e só. A dormência no pé direito continua, mas li em um comentário que pode levar 2 anos para passar.Espero que sim. Estou de novo prisioneira em casa, pois se me levanto a perna falseia. Para me desanimar mais, consultei outro médico e ele disse: tem coisas que não tem mais volta. Beleza.

  28. Jacqueline
    agosto 17th, 2015 at 21:06 | #28

    Estou desesperada com essa impossibilidade de me sustentar em pé e andar. Alguém já teve essa falta de força na perna (é numa só, a esquerda)?

  29. Thiago Lopes Tonin
    agosto 19th, 2015 at 10:23 | #29

    Bom meu nome é Thiago tenho 30 anos e tenho uma certa experiência ,meu problema é uma doença degenerativa na coluna lombar,eu sentia muitas dores e também irradiava para as pernas após vários bloqueios e tentativas de aliviar a dor sem sucesso marquei minha primeira cirurgia dia 12/12/2014 ,artrodese alif em l4l5s1 ,incisão grande na barriga foram tirados os discos degenerados e colocado próteses discais travadas com lâminas nas vértebras o nome é cage ROI a. Recuperação lenta e muita dor após 03 meses foi feita uma infiltração facetaria para novo diagnóstico, e lá foi eu de novo para mais uma artrodese agora posterior incisão nas costas também l4l5s1 com estabilização com hastes e parafusos fiz no dia 17/07/2015 agora estou em casa me recuperando sinto dor ainda,fisioterapia só daqui um mês ainda,não é nada fácil ficar parado sem trabalhar,estou afastado a 1 ano pelo INSS mas o importante é cuidar da saúde, tenho medo que comece a degenerar os níveis acima adgecentes pois sinto dor também algumas pessoas ficam limitadas e outras ficam bem então cada caso é um caso,a cada cirurgia que você fazer tenha certeza que só vai piorar a mobilidade ! Abraço a todos e que Deus abençoe cada um de vocês isso é um pouquinho do eu estou passando ainda!

  30. Fernando casotti
    agosto 21st, 2015 at 18:02 | #30

    Fiz a cirurgia de artrodese lombar l4 e l5 dia 29/07/2015 e no terceiro dia estava dando uns passos pelo corredor do hospital com o médico receitou e no quarto dia tive alta e desde então venho me cuidado como recomendado é gostaria de saber junto a experiência de vocês qual o tempo de recuperação total uma vez que sou eletricista automotivo.

  31. Suze Meire Figueira Gonçalo
    agosto 25th, 2015 at 21:59 | #31

    Oi amigos,dia 10/07/2015 passei pela terceira cirúrgia na coluna com artrodeses sendo as duas primeiras na cervical e essa ultima lombar,graças à Deus tive a sorte de operar com um ótimo neurocirúrgião desta vez e estou com mta fé q pelo menos da lombar eu vou ficar bem,já q da cervical ficaram algumas sequelas…hj faz um mês e meio q operei com Dr. Rodrigo Miziara Yunes e no dia seguinte já estava andando,claro q os primeiros dias ñ são nada faceis,mas desde a segunda semana já ñ precisei mais de remédios p dor e hj estou mto bem.

  32. agosto 29th, 2015 at 22:14 | #32

    Ola , hoje faz 6 dias que fiz descompressão medular co. Artrodese wm L5 S1 ja me movimento bem .sinto dores por conta do repouso espero me recuperar loho e sem dores do nervo ciático.

  33. Taís
    agosto 29th, 2015 at 23:33 | #33

    @Matheus oliveira
    Oi Matheus li seu comentário, como foi sua cirurgia? Torço para que tenha sido um sucesso e que já esteja em casa e super bem. Abraço taisbarreto@hotmail.com

  34. Gislaine
    setembro 9th, 2015 at 20:50 | #34

    Fiz uma artrodese de coluna lombar coloquei dez pinos duas astes e dois enxertos,fazem 08 meses fiz minha cirurgia em janeiro,mas continuo com
    om muitas dores estou tomando tramadol de 100ml pra suportar a dor ja fiz acupuntura mas nao consigo suportar a fisioterapia,nao consigo caminhar por longos periodos nem ficar em pe por muito tempo,fiz uma ressonancia que mostrou uma mancha em um soa parafusos,estou muito confusa w com medo do futuro,achei que em seis meses estaria de volta a o trabalho mas nao foi oque aconteceu confesso que estou muito decepicionada.

  35. Joao Pedro
    setembro 13th, 2015 at 19:50 | #35

    Fiz a minha cirurgia com Dr. Jefferson em Vitoria,es
    Artrodese L4L5. Minha dor na perna direita sumiu.Ficou a dormencia apenas. ELe me disse que iria memorar a passar a domencia.. mas com 2 meses nao sentia mais dor e nem dormencia.
    No primeiro dia de cirurgia já me colocou para andar….
    Fiquei afastado 4 meses pelo inss pq pego peso no trabalho. Mas conseguia fazer tudo…
    Excelente medico,recomendo… me deu toda assistencia.
    Ele tem um site.. http://www.cirurgiacoluna.com

  36. Frederico
    setembro 27th, 2015 at 21:21 | #36

    Boa noite galera.

    Achei super 10 os diversos depoimentos aqui. Tomara que possamos ajudar mais pessoas. Porem, tenho uma pergunta para vcs, e se puderem consultar vossos médicos, .muito grato ficarei
    Pois bem, realizei no dia 27/08/2015, uma artrodese, unindo l4/l5/s1. Ate aqui, sinto-me super bem, pois as dores que me acompanhavam a 6 anos se foram e sinto que estou me recuperando bem, exceto por uma dormência na perna e no pé esquerdo que as vezes chega a doer. Algum de vcs sentiu esta dormência? E se sentiu, sentiu por quanto tempo? Falo com meu medico, que é um dos melhores no assunto aqui no RJ, e a resposta é sempre a mesma
    – Isto é normal vai passar. Rsrsrs. Alguma ajuda?

  37. Geovane Biazotto
    outubro 2nd, 2015 at 01:17 | #37

    Olá, este é o primeiro depoimento que público após minha cirurgia.
    A um ano atraz fui diagnosticado com tuberculose óssea também conhecida como mal de pott. A demora para obter o diagnóstico foi um problema, fiquei pelo menos dois meses esperando para ter certeza de minha doença, após isso lá se foram mais alguns meses de espera pelos equipamentos que seriam utilizados na cirurgia (protese). Para ficar claro os motivos da demora, fui operado pelo sus em um hospital público, apesar da demora não posso reclamar pois haviam pessoas que na que lá época devem estar esperando até hoje. Em fim a demora pelo diagnóstico foi o suficiente para mais de 40 por cento de uma das vértebras T12 ser desgastada, com isso lá se foram pelo menos 5 meses internado e em casa sem andar, em repouso absoluto. Finalmente no dia 25/03/15 entrei em cirurgia, foram quase nove horas de cirurgia, acordei muito mal mesmo o tempo que fiquei de braço foi tanto que os nervos de minha coxa foram pressionados e eu mal podia mexer as pernas, sem força e sem sensibilidade, uma experiência horrível para quem acorda de uma cirurgia na coluna e a principio já se passa na cabeça a paraplegia. Mas logo meus médicos me informaram a verdadeira situação, estes sintomas demoraram algumas semanas para passar a respeito da movimentação das pernas, porém a sensibilidade foi um problema de alguns meses, sentia dias muitas dores e uma hipersensibilidade ao toque e outros dias nenhuma sensibilidade, até hoje seis meses depois da cirurgia minha perna esquerda da como uns choques ao toque mas muito melhor comparado a antes. Hoje em relação a dor na coluna não posso reclamar pois fui forçado a esta cirurgia pois minha vértebra já estava totalmente descartada, mas ainda sinto algumas dores principalmente ao derrotar de noite mas em alguns minutos passam, não sei dizer se até que ponto as dores são normais pelo tempo de cirurgia, mas já fãs só de tudo um pouco, recentemente até arriscando umas corridas e caminhadas. Sei que muitos de vocês podem temer a perda de flexibilidade após a artrodose mas mesmo em minha cirurgia que foram fixadas cinco vértebras na ligação toraco lombar, uma prótese ligada à duas artes e oito parafusos, não sinto está perda de flexibilidade.a todos que forem passar por esta cirurgia eu lhes desejo uma boa sorte, e que vocês procurem uma boa equipe médica, não posso reclamar de meus médicos, a equipe de neurocirurgia do hospital heliopolis, eles realmente fazem milagres.

  38. Claudia Sousa
    outubro 2nd, 2015 at 21:20 | #38

    Boa noite, sou a Cláudia, tenho 39 anos, no dia 14/09/2015 fiz cirurgia de artrodese da coluna lombar com a técnica Dynesys, depois de depois de uns 2 anos de dor, mais antes da cirurgia tentei pilares, acupuntura, fisioterapia e até risotomia e de nada adiantou, hoje estou com 19 dias de operada e feliz pq a dor sumiu, minha cirurgia foi um sucesso, com Dr. Sebastião Vieira e sua equipe, fiz dia 14 as 14:30 e as 21:30 estava no quarto acordada, com dor claro sem pode me mexer, o mais chato é a sonda e o dreno, na manha seguinte já consegui me mexer, retiram a sonda e andei dura, o medico de sua equipe veio me orientar que era pra eu andar, mexer de uma lado pra outro pq o dynesys é flexível, dia 18/9 recebi alta, fui pra casa, moro no 3° andar, subir bem devagar 45 degraus, minha recuperação ta sendo ótima, única coisa q sinto é um dor de cansaço nas pernas, isso as vezes, mais acho que é de ta sem fazer atividades do dia a dia, mais a dor que sentia antes horrível NUNCA MAIS. Antes de de chegar na cirurgia passeios por vários médicos e todos falavam a mesma coisa, estou desde de abril 2015 ate dezembro afastada pelo INSS, espero 2016 ter vida normal.

  39. Giliard
    outubro 20th, 2015 at 10:08 | #39

    Bom dia. Fiz a artrodese em L4-L5 no dia 15 de julho. A cirurgia aliviou muito minhas dores, hoje sobraram apenas desconfortos muito menores. Não conseguia caminhar ou mesmo ficar longos períodos de pé. O problema é que ainda sai uma secreção levemente amarelada de um único ponto da cirurgia. Já tomei vários antibióticos receitados pelo medico e nada de parar de sair tal secreção. Alguém passou por isso em sua cirurgia??? Estou assustado com a possibilidade disso não parar!!!

  40. Renata
    outubro 24th, 2015 at 23:48 | #40

    Vc está bem agora???
    Conseguiu escapar da cirugia???
    @Marco Antônio (Marcão)

  41. Wendell
    novembro 10th, 2015 at 14:29 | #41

    Olá Fernando! Se possível, gostaria de saber como você esta agora, com mais de dois anos após a cirurgia. Operei minha hernia de disco (L5) a 4 anos, e agora as dores voltaram, já me deu crise de não conseguir colocar o tênis, e voltaram as tristes recordações do passado. Estou em dúvida ainda se é a hora, pois agora as dores diminuíram, mas só consigo pedalar, se for malhar na academia ou mesmo fazer simples alongamentos, as dores locais se intensificam. Fico no aguardo de sua resposta amigo. Muito Obrigado!!!

  42. novembro 10th, 2015 at 14:59 | #42

    Olá pessoal!Semana que vem vou passar por uma cirurgia de prótese da coluna cervical(c5-c6) e a única coisa que esta me preocupando é se vou poder voltar a trabalhar,pois pego muito peso no meu trabalho e fico 7 horas em pé,sem des-canso.Se puderem me dar alguma informação a este respeito,fico muito grata.

  43. isaquel
    novembro 11th, 2015 at 19:02 | #43

    sou isaquel,sao paulo,ha 4 meses sofri acidente de carro,ja tinha um desvio na l5,apos o acidente tive que ser submetido a cirurgia na l5,4 pinos,pos operatorio sofrido,ruim para dormir,pernas fracas,quadril dormente,cadeira de rodas,desespero total,apos a cirurgia fiquei mais 3 dias no hospital,ate meu medico me dar alta,chegando em casa foi ruim,mto remedio,tramal,gabapentina,miogama,,,ate q 20 dias apos comecei a fisioterapia e acupuntura,eu estava sem andar,apos 10 secoes de fisio,passei para o andador,e ja estou na secao 35,prox passo e muleta,bengala,e enfim 100%….mais o medico ja disse que a recuperacao e demorada,ressalto q minha recuperacao esta mais rapida do que a prevista,mais td com muita luta,,fisio 3 vezes na semana e nos dias q naw tem,,eu faco exercicios em casa msm,,,o q me incomoda no momento,eh meu pe esquerdo,dificuldade de mecher os dedos para cima,inchaco as vezes,dormencia na parte central do pe esquerdo,mais aos poucos vai passando,eu acho que a parte mais demorada,,mais ja estou 70%,,aos poucos vou relatando minha melhora,,,vamos ir tirando as duvidas um do outro,pke so quem passa por isso,q sabe como eh a recuperacao…

  44. Joao Paulo
    novembro 30th, 2015 at 10:34 | #44

    @Luiz
    Pablo, bom dia.

    Li o seu depoimento e, gostaría de saber como vc está após algum tempo passado da cirurgia.
    Meu pai fez a mesma cirurgia semana passada e, está passando exatamente o que vc descreveu.

    Abraço, Joao

  45. Joao Paulo
    novembro 30th, 2015 at 11:25 | #45

    @Pablo
    Pablo, bom dia.
    Li o seu depoimento e, gostaría de saber como vc está após algum tempo passado da cirurgia.
    Meu pai fez a mesma cirurgia semana passada e, está passando exatamente o que vc descreveu.
    Abraço, Joao

  46. renato
    dezembro 1st, 2015 at 16:46 | #46

    Estou muito bem

  47. renato
    dezembro 1st, 2015 at 18:31 | #47

    Olá pessoal meu nome é Renato e quero compartilhar um pouco da minha experiência com vcs.Bém a exatamente quinze dias fiz uma cirurgia na coluna na l4l5 uma artrodese pois sentia muitas dores e dormência na minha perna direita e depois de várias consultas e exames o médico optou pela cirurgia. confesso que no início fiquei bastante nervoso e ancioso com a idéia de ter q passar por este procedimento mais depois de algumas conversas e dúvida tiradas com meu médico fiqueia um pouco mais aliviado
    Bém o procedimento cirúrgico foi bém tranquilo e sem complicações, devo confessar que os três primeiros dias do pós operatório não foi dos melhores pois o paciente fica muito debilitado até porque tive que ficar 24hrs com um dreno e a sonda que encomoda muito é são muito desconfortáveis. Tive alta ao terceiro dia e já fui pra casa. Com oito dias eu já estava mim sentindo muito bém com algumas limitações é claro até porque uma cirurgia deste porte não se recupera da noite pro dia.
    Agora depois de quinze dias estou muito bém amanhã irei retirar os pontos mais estou muito bém mesmo, não sinto mais a dor enen a dormência que tinha na perna direita que tanto mim encomodava.Graças a Deus.
    Bém para finalizar quero dizer a todos que vão ter que passar por este procedimento que procure manter a calma confiem em primeiro lugar em Deus e coloque tudo nas mãos dele e com uma boa equipe de médicos não têm como dar errado. Boa sorte a todos e fiquem com Deus.

  48. Giannine
    dezembro 13th, 2015 at 22:01 | #48

    Olá Fernando. Tem 20 dias que fiz essa cirurgia (25/11/2015). Ainda estou sofrendo pois está acumulando líquido na minha coluna. Já fiz uma drenagem pós operatório, e duas punções. Ainda estou naquele momento em que: Por que fiz a cirurgia? . Mas eu espero que acabe logo com tudo isso. A dor é terrível, as vezes nem os medicamentos funcionam para fazer eu dormir.
    Data da postagem : 13/12/2015

  49. Elizete Costa
    janeiro 11th, 2016 at 16:33 | #49

    Olá! Passei por essa cirurgia há alguns meses… Gostaria de saber como foi a recupeção de vcs.

  50. Tais Barreto
    janeiro 19th, 2016 at 22:55 | #50

    Olá a todos.
    No meio do ano passado, escrevi aqui relatando um pouco a cirurgia que fiz. Tenho 38 anos. Fiz discectomia ( retirada do disco degenerado, no meu caso era L4,L 5.) não houve colocação de nenhum parafuso, placa ou qualquer coisa parecida. Na época falei para procurarem diversos médicos e inclusive Neurocirurgiao. Hoje tenho 7 meses de cirurgia. Não foi fácil pessoal. Mas estou bem melhor. Fazer a cirurgia foi a melhor decisão que tomei. Claro que meu caso era grave. Sofri durante este período de recuperação, tive contratura muscular fortíssima. Fiz muito reforço muscular. E continuo com pilates reforço muscular e tração. Vejo muito progresso e grande melhora. Então digo que sejam pacientes com a recuperação , pois é lenta. Não se comparem a nenhum outro caso. Seu caso é único. Seu corpo vai responder diferente de qualquer outro que tenha feito o que fez. Ninguém sabe a dor que está sentindo então, Observe todos os sintomas e faça exercícios que não machuquem sua coluna, músculos e nervos. Cuide muito no pos operatório. Não peguem peso, mesmo que seu médico diga que pode, seu corpo é que vai dizer quando. E isso vai levar tempo. Mas vai dar tudo certo. Deixo meu e-mail para quem quiser trocar mais informação. taisbarreto @hotmail.com Abraço

Comment pages

Add reply

RSS
Follow by Email