Archive

Archive for maio, 2007

maio
17

Oi turma!!

Pois.. Já que falamos em comerciais interessantes, aqui trago mais um
que achei muito engraçado… É de um celular Samsug, que disca por
comando de voz.. Imaginem, lá por 99, quando esse comercial foi feito..
Segundo o carinha do comercial, a própria polícia não acreditou na
ligação do cara, por que imaginem.. Discar por voz.. Inventa outra!!

Vamos conferir:

E então? Que tal?? Coitado desse cara, né?? Eu não queria ser ele naquela
situação…

Aguardo os comentários!!

Abração!

Fernando

maio
17

Oi turma!!

Tudo bem?

Bom… Essa dica vai para todos aqueles meus amigos cegos, leitores
dessa coisa aqui:

Como vocês sabem, no orkut, agente não pode enviar mensagem, recado,
tópico ou qualquer coisa com link, por que simplesmente precisamos de
alguém pra ler a imagem..

Pois.. Hoje, procurando um jeito de reclamar, na ajuda do orkut, achei
um grupo.. Nesse grupo, postei um tópico, e nesse tópico, duas pessoas
responderam.. E uma delas me passou o link abaixo, pra fazer
reclamações, sugestões e críticas sobre o orkut.. Sugiro que toda a
“cegaíada” que lê essa coisa aqui entre em contato, para fazer o mesmo
que eu fiz: Pedir que se coloque um link pra ouvir o audio da imagem que
agente tem de digitar..

Vamos ao link:

http://help.orkut.com/support/bin/request.py?page=troubleshooter.cs&p…

Entrem e registrem o pedido, quanto mais registros sobre isso ouver,
mais rápido eles resolverão essa questão.

Abração

Fernando

maio
16

Oi turma!

Pois.. Abrindo uma seção nova nesse blog, de comerciais, (que, no
futuro, terá as mais diversas sub-categorias), já entro criando a
sub-categoria de Humor, dentro da nova categoria “comerciais”.

E, pra começar bem, trago aqui um comercial do site Mercado Livre,
que não coloco o endereço dele aqui por que não estou ganhando nada
para isso, mas.. Que é um comercial beeem engraçado..

No início, agente até pensa umas besteiras sobre ele, mas… Depois dá
pra entender e dar boas risadas…

Vamos a ele:

E então? Que tal??? Dá pra pensar uma coisa esquisita no começo, né?
Aguardo os comentários!!

Abração!

Fernando

maio
15

Oi turma!

Pois.. Pra vocês que conhecem os textos do Pedro Cardoso da Costa,
trago aqui alguns questionamentos, feitos por ele, e que vão de
encontro a dois textos já publicados aqui.. Quem quiser, é só clickar no
link e conferir.. Vamos ao texto:


Será Por quê?


1. O presidente da República, como mais alto posto do serviço público brasileiro, recebe salário inferior a muitos outros
servidores?

2. Não existe uma única cidade limpa e arborizada satisfatoriamente no Brasil?

3. Não existe uma cidade, governo estadual que utilize os terrenos “baldios? das cidades para hortas ou qualquer serviço
de utilidade pública da cidade, ou permita
a utilização por entidades, especialmente as que cuidam de deficientes ou idosos?

4. Não existe uma política de criação de bibliotecas pelos vários governos?

5. Nunca se completam as “reformas constitucionais e legais de que tanto o país precisa?? (sic)

6. Nenhuma prefeitura de capital ou de cidade grande oficializa um torneio anual de um esporte, por exemplo de tênis?

7. Não se integra esporte e educação em nenhuma esfera do ensino?

8. Tantas crianças mendigam nas ruas, são abandonas, não vão ou abandonam a escola e nenhum responsável é penalmente
punido, se todas essas circunstâncias configuram
ou podem configurar crime?

9. O brasileiro, especialmente autoridade com essa obrigação, não preserva o patrimônio público ou particular?

10. O brasileiro prefere assistir a programa de televisão de gosto duvidoso a se divertir numa praça?

As respostas ficam por conta de cada um, da sociedade.

Pedro Cardoso da Costa – Interlagos/SP
Bel. Direito

TODO TEXTO MEU PODE SER PUBLICADO, COMENTADO, CRITICADO E REPASSADO.


E então? Que as respostas fiquem para as mentes de cada um dos
brasileiros que chegarem a esse texto, e aos comentários dessa coisa
aqui…

Abração!

Fernando

maio
14

Oi turma!!!

Tudo bem??

Aqui, agora tudo..

Imaginem que ontem… Estava eu “calmamente trabalhando no PC”, quando
resolvi retirar, “temporáriamente”, o linux… O problema, é que mesmo
retirando a partição, ainda tem que tirar o gerenciador, do boot..
Acontece que eu “achei que tinha feito” isso, por que retirei a
partição, e depois dei um fdisk /mbr, no sistema de prompt do windows
2000.. Acontece que… “Por alguma rasão”, não funcionou, e quase que
foi tudo pro boot, pra não dizer… Outra coisa…

Meu PC não iniciou mais, e, claro, a tempo que eu não uso o 95, muito
menos o 98, e menos ainda o ME, ou coisas parecidas.. Então.. Que que
aconteceu? Me ferrei!! E isso foi de manhã.. Até as 8 da noite, eu ainda
não tinha resolvido o problema, quando achei um “arsenal de discos de
boot”, na internet, através do site do superdownloads.

E, como isso resolveu o meu problema, e como muita gente como eu já a
muito que abandonou os windows 95, 98, ME e coisas do gênero e se quer
tem um disco de boot por perto quando acontece esse tipo de coisa, venho
aqui colocar a disposição esse arsenal de disquetes de boot que eu
encontrei… Vamos a eles então:

E então? Se algum link não funcionar, notifiquem nos comentários por
aqui. Espero que isso ajude a resolver o problema de alguns, em casos de
emergência, como resolveu o meu…

Abração!

Fernando

maio
12

Oi turma!!!

Tudo bem??

Pois.. Achei aqui, nos meus velhos arquivos, também, uma coisinha muito
interessante.. Só faltou o bip do final.. Não sei quem fez, mas.. Eis a
saldação da secretaria eletrônica do Lula!! Recebi isso no início de
2003.. E só agora que fui me lembrar dele! Vocês vão reparar que a voz..
Ficou igualzinha!!! Existem muitas imitações “lulasticas” por aí, mas..
Essa eu respeitei…

Bom, vamos a ela:

Ouvir! Baixar!
Ouvir! Download da mp3!

Que tal??? Interessante, né?? E igualziiinho!!!

Digam o que acharam nos coments…

Abração!

Fernando

maio
06

Oi turma!!

Pois é.. Vocês lembram de um texto chamado A tristeza do Geca, que
eu publiquei na semana passada? Pois… Já que falamos em educação,
trago aqui mais um texto do Pedro Cardoso da Costa, muito interessante,
e que, mais uma vez, diz tudo… Na verdade, só coloco aqui um pequeno
comentário, que vale tanto pra questão da violência, quanto pra da
educação e mais muitas outras por aí:
O problema do Brasil é que “se discute muito, se chega a poucas
conclusões, e se resolve menos ainda!”…
Quando se passar a discutir menos, chegar a conclusões melhores e mais
rápido e também colocar mais em prática as soluções, aí as coisas vão
começar a mudar…

Bom, mas.. Agora chega, vamos ao texto:


FOLCLORE DA EDUCAÇÃO

Pedro Cardoso da Costa


Tomara que a discussão sobre educação não se esgote nela mesma. Costuma-se essa discussão ser recorrente, principalmente sobre problemas insolúveis. Há muito tempo
tem sido assim com a violência. Quanto mais se discute, mais ela tem crescido.
O erro começa por um debate superficial e não analítico. Todos vibram como se fosse numa partida de futebol. Nenhum especialista falou nada mais do que repasse de
verba. Eis o perigo, porque nossas autoridades nunca controlam as verbas repassadas. Um exemplo seria os livros distribuídos que a imprensa noticiou que, novinhos
e sem utilização, estavam servindo à reciclagem.
A análise de alunos iniciantes não passa de fumaça. O provão foi criado com a mesma espuma e não melhorou em nada a qualidade dos alunos nem das faculdades. Com
o Enem ocorreu o mesmo.
Primeiro, precisaria colocar em prática que todo professor fizesse um curso superior em sua área de atuação. Depois, que se fechassem efetivamente as instituições
com qualidade ruim.
Avaliações periódicas dos professores, retirando das salas aqueles sem qualificação seria outra medida imprescindível. Existem aos borbotões.
Seria necessário estabelecer metas no nível de conhecimento para as várias etapas do ensino. Por que o colégio particular ensina e o público não? Quem completasse
o ensino médio deveria adquirir conhecimento mínimo X. Os de nível médio deveriam saber Y. Todo mundo sabe quando o ensino não passa de faz-de-conta, principalmente
os responsáveis pelas crianças.
Outra medida salutar seria o trabalho permanente com a leitura de jornais, revistas. Estipular uma quantidade mínima de livros para alunos dos vários níveis. Só
como exemplo, quem concluísse o ensino fundamental teria que ter lido e trabalhado cinqüenta livros de escritores nacionais e cinco estrangeiros. Daria uma média
de cinco livros/ano.
Além dessas e de outras medidas, a criação de pelo menos uma biblioteca em toda vila deste país, ou em toda escola. Colocar mensagens oficiais e extra-oficiais na
mídia com incentivo ao acompanhamento dos pais e responsáveis aos alunos; aproximá-los de fato às escolas; incentivar a doação de livros. Incluir a prática de esportes
diversos nas escolas. Caso medidas efetivas não sejam colocadas em prática, este pomposo plano não passará disso: um plano, assim como foram os vários programas
para extinguir o analfabetismo. O Mobral já aniversariou três décadas e o índice de analfabetismo continua vergonhoso. E enquanto tocada a surtos esporádicos, a
educação nunca será um projeto de nação, mas renderá folclóricos pacotes ao país.

Pedro Cardoso da Costa – Bel. Direito
Interlagos/SP
ESTE TEXTO PODE SER COMENTADO, PUBLICADO, CRITICADO E REPASSADO.


E então?? Digam o que acharam nos coments!!!

Fico aguardando eles…

Abração!

Fernando

maio
05

Oi turma!!!

Tudo bom?

Pois é.. Estou voltando… E nada melhor pra voltar com classe, que isso
que trago aqui:

Bom: Um amigo meu, o Ezequiel, que só não coloco aqui o link pro
site dele por que ele ainda não tem, fez essa montágem..

Os BGS, efeitos, e a montagem em geral foi ele que fez.. As
participações extras, foram de pessoas do Estúdio Zero, que
também não coloco o link aqui só por que não sei, mas assim que souber,
vou inserir aqui.

Bom.. E também quem quiser saber mais sobre a independência da Bahia, ou
sobre Maria Quitéria, pode clicar aqui, ou
aqui, para mais informações.

Bom.. Vamos à montágem então:

Ouvir! Baixar!
Ouvir! Download!

E então, que acharam?? Bom.. Podem dizer o que acharam nos coments, mas
também, se alguém quiser escrever pro e-mail do próprio Ezequiel pra
comentar, tenho certeza de que ele iria gostar.. O e-mail dele é:
Ezequiel_os@yahoo.com.br

Abração, e “aguardamos” os comentários!!!

Fernando

maio
01

Oi turma!

Só pra avisar que vou, talvez até amanhã ou quinta, ficar sem internet,
e, portanto, não estarei por aqui.. Estou “quase de mudança” e meu
telefone está sendo transferido, portanto, estarei meio incomunicável…

Mas em breve, pra infelicidade de vocês, estarei de volta!!

Abraços e… Me aguardem!!

Fernando

maio
01

Oi turma!!

Eu denovo aqui..

Agora.. Bom.. Falando em uma letra só, recebi isso do Dré, hoje, e
não podia deixar de compartilhar também esse com vocês, já que falamos
em uma letra só.. Vamos a ele:


O cara chega ao restaurante, senta-se e, acenando com o braço, diz: – Faz favor, firmeza, fineza fazer frango frito! – Pois
não, com quê, cavalheiro? – Farofa, feijão
e fritas. – Deseja beber alguma coisa? – Fanta. – Um pãozinho para esperar a refeição? – Faça fatiado. O garçom serve o
cliente inconformado com o fato dele falar
tudo com F, e volta depois que o sujeito termina a refeição. – Vai querer sobremesa? – Frutas frescas. – Tem alguma preferência?
– Figos Fatiados. Depois da sobremesa,
ainda curioso, o garçom pergunta: – O senhor deseja um café? – Forte Quando o sujeito termina o café, o garçom lhe faz algumas
perguntas: – E então, como estava
o cafezinho? – Frio, fraco, fedorento, formiguinhas flutuando no fundo e fazendo fofoca. Aí o garçom decide desafiá-lo a
fim de testar até onde ele vai. – Qual é
sua graça? – Fernando Fagundes Faria Filho. – De onde o senhor vem? – Fortaleza. – O senhor trabalha? – Fui ferreiro. –
Deixou o serviço? – Fui forçado. – Por que?
– Faltou ferro. – E o que o senhor fazia? – Ferrolho, ferradura, faca… ferragens. – O senhor torce por algum time? – Fui
Framengo… – E deixou de ser por que?
– Fez feio. – Qual é o seu time agora? – Fruminense. – O senhor é casado? – Fui. – E sua esposa? – Faleceu. – De que? –
Fome e frio. O garçom perde a calma e diz:
– Escute aqui, se você falar mais dez palavras com a letra F, pode se levantar e ir embora sem pagar a conta. – Foi formidável,
figura. Fazendo fiado, fácil, fácil
fico freguês!O homem levanta-se e sai andando, mas o garçom grita: – Ei, espere aí!, ainda falta uma palavra! O homem responde,
sem se virar: – Foda-se!


E então??? Não é tão uma letra só quanto o do Pedro Paulo pintor, mas..
Respeitei também.. E vocês? Digam nos comentários!!

Abração!

Fernando